REGINALDO PUPO/ESTADAO 03-11-2013
REGINALDO PUPO/ESTADAO 03-11-2013

FAB encontra corpo no mar onde avião desapareceu com 3 pessoas em Ubatuba

Corpo foi resgatado e transportado pela FAB para procedimentos necessários. Avião desapareceu após decolar de Campinas com destino ao Rio de Janeiro

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2021 | 18h16

SOROCABA – A Força Aérea Brasileira (FAB) encontrou no mar o corpo de uma pessoa não identificada, na área de busca em que um avião bimotor com três pessoas a bordo desapareceu, na noite de quarta-feira, 24, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo. A FAB informou que as equipes de resgate, a bordo do helicóptero que opera nas buscas, localizaram o corpo de uma vítima, “provavelmente do acidente envolvendo a aeronave de prefixo PP-WRS, que se encontrava desaparecida no litoral do estado do Rio de Janeiro”.

O corpo foi resgatado pela aeronave da FAB e transportado até a Base Aérea de Santa Cruz (Basc), “onde foi entregue aos órgãos competentes para os procedimentos subsequentes”, segundo a nota. A força aérea se solidarizou com a família da vítima e informou que as operações de buscas aéreas prosseguem na região. O Corpo de Bombeiros Marítimo de Ubatuba e o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro participam das buscas.

O avião desapareceu após decolar, às 20h30, do Aeroporto dos Amarais, em Campinas, com destino ao Aeroporto de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro. Além de piloto e copiloto, a aeronave levava uma terceira pessoa. Familiares informaram que o copiloto José Porfírio de Brito Júnior deixou de fazer contato por volta de 21 horas. As buscas começaram na madrugada desta quinta.

Conforme registro na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a aeronave pertencia ao próprio copiloto. O avião estava em situação regular, com autorização para realizar voos noturnos. O bimotor foi fabricado em 1981 e seu Certificado de Verificação de Aeronavegabilidade (CVA), documento obrigatório em aeronaves, venceria em agosto de 2022.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.