Extensão da Chucri Zaidan não começou

Com obra contratada há mais de um ano, a extensão da Avenida Doutor Chucri Zaidan até a Avenida João Dias, na região do Morumbi, zona sul da capital, ainda não tem data para começar. O projeto prevê duas novas pistas, com quatro faixas cada, e duas passagens subterrâneas em um trecho de 800 metros para superar a quantidade de prédios existentes na área.

O Estado de S.Paulo

07 Março 2013 | 02h04

O prolongamento, que vai exigir a demolição de 300 imóveis e a abertura de passagens subterrâneas para superar obstáculos ao longo dos 3,6 km extras, será desengavetado pela gestão de Fernando Haddad (PT) quando houver verba em caixa e quando todas as desapropriações necessárias receberem aval da Justiça.

Avaliado em R$ 324 milhões, o projeto ainda inclui a construção do Complexo Burle Marx, com duas novas pontes sobre o Rio Pinheiros. A expectativa é de que a obra consiga desafogar o trânsito na Marginal do Pinheiros na altura do bairro do Panamby.

A extensão da Avenida Doutor Chucri Zaidan a partir da Rua Joerg Bruder, nas proximidades do MorumbiShopping, também visa a criar um novo corredor de fluxo paralelo à Avenida Santo Amaro. Quando estiver pronta, a nova via deve compor o corredor formado pelas Avenidas Brigadeiro Faria Lima e Engenheiro Luís Carlos Berrini, ligando o Itaim-Bibi à região de Interlagos./ADRIANA FERRAZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.