Exposição lembra Bento XVI em SP

Entre a noite do dia 9 e a tarde do dia 11 de maio de 2007, o Mosteiro de São Bento, no centro de São Paulo, teve o mais ilustre hóspede de sua história: em meio a uma maratona de compromissos, foi ali que descansou o papa Bento XVI, em sua visita à capital paulista.

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

04 Março 2013 | 02h05

Após a renúncia do pontífice, os monges beneditinos organizaram uma exposição para relembrar esses momentos. Fotografias e objetos usados por Bento XVI em sua passagem pela casa podem ser vistos pelo público de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, e aos domingos, após a missa das 10h até 12h30. Com entrada grátis, a mostra fica aberta até a eleição do novo papa, que deve ser neste mês.

Fazem parte da exposição o trono usado pelo religioso, livros e medalhas comemorativas. Entre as imagens, destaca-se a que mostra o pontífice caminhando no jardim do claustro (à esquerda). O quarto em que ficou Bento XVI, cuja decoração é mantida em caráter museológico até hoje, não será aberto à visitação - pois fica em ambiente de acesso restrito aos monges.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.