Explosivos foram atirados em manifestantes no Centro, diz PM

Bombas não deixaram nenhum ferido, mas incendiaram um veículo; Polícia está a procura do suspeito

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

25 de setembro de 2009 | 13h18

Carro é queimado por manifestantes na Rua Boa Vista, no centro. Foto: Osmar Maeda/FotoRepórter/AE

 

SÃO PAULO - As duas bombas que explodiram na manhã desta sexta-feira, 25, durante manifestação de lojistas na Rua Boa Vista, no Centro da cidade, foram jogadas do Centro Integrado de Administração do Estado, segundo informações preliminares da Polícia Militar.

 

Os cerca de 200 manifestantes estavam em frente ao prédio quando por volta das 10h30 um artefato caiu em um veículo, que acabou explodindo e pegando fogo.

 

A rua ficou totalmente interditada por cerca de uma hora, quando uma outra bomba foi jogada na multidão, segundo depoimentos de testemunhas aos policiais militares que estavam no local. Ninguém ficou ferido. A polícia está à procura do suspeito que atirou as bombas.

 

O grupo de manifestantes é composto por lojistas que protestavam contra uma nova licitação dos contratos das lojas nas dependências das estações do Metrô, segundo a PM.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.