Explosão faz duas vítimas na zona leste de São Paulo

Segundo vizinhos, a provável causa do acidente teria sido um vazamento de gás

Daniela do Canto, Central de Notícias

04 Março 2009 | 06h50

Dois homens ficaram feridos após uma explosão em um cortiço localizado na Rua Matosinho, no Jardim Paraguassu, zona leste de São Paulo. O acidente aconteceu por volta das 23 horas de terça-feira, 3. Um homem, identificado por moradores como Antônio, teve 50% do corpo queimado. A segunda vítima, um vizinho identificado como Damião, sofreu cortes no pé quando tentava socorrer Antônio. Segundo vizinhos, a provável causa da explosão teria sido um vazamento de gás. "Pelo que sei o seo Antônio estava com a luz cortada. Parece que ele foi acender uma vela para tomar banho e daí já veio um clarão e depois a explosão", contou o porteiro Luiz Carlos Fonseca Júnior, 27 anos. "Como ele recolhe papelão, deve ter muito lá dentro, o que deve ter servido de combustível para o fogo", avaliou. Os vizinhos ouviram a explosão e os pedidos de socorro. Para ajudar Antônio, que segundo eles é um senhor de idade avançada, eles arrombaram dois portões. Damião foi quem conseguiu arrombar a porta do quarto da vítima com um chute. Antônio foi levado para a rua e os populares colocaram uma toalha úmida para apagar o fogo do corpo da vítima. "A parte de cima dele já estava queimada, mas a perna ainda estava pegando fogo", contou Júnior. O porteiro foi de moto até o posto mais próximo do Corpo de Bombeiros para pedir ajuda. "Achei que eles estavam demorando e fui até lá, daí vim indicando o caminho", explicou. "Ele (a vítima) no começo gemia de dor deitada aqui no chão esperando socorro, mas quando saiu daqui estava inconsciente", acrescentou Júnior. Segundo o Corpo de Bombeiros, cinco viaturas estiveram no local e as duas vítimas foram levadas ao Pronto-Socorro São Mateus. Uma equipe da Defesa Civil fez uma vistoria no cortiço durante a madrugada. De acordo com os moradores, o imóvel possui cerca de 20 moradias, todas de um cômodo, algumas com um mezanino de madeira.

Mais conteúdo sobre:
São Pauloexplosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.