Felipe Rau/ Estadão
Felipe Rau/ Estadão

Explosão em posto de gasolina na zona norte de SP deixa ao menos sete feridos

Segundo o Corpo de Bombeiros, acidente ocorreu em estabelecimento na Avenida Imirim, 2.200; moradores e trabalhadores da região relataram que barulho foi muito alto

Isabela Palhares, Marina Dayrell e Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

17 Abril 2018 | 10h13
Atualizado 17 Abril 2018 | 16h40

SÃO PAULO - Uma explosão em um posto de combustível da Avenida Imirim, 2.200, na Casa Verde, na zona norte da cidade, deixou ao menos sete pessoas feridas, na manhã desta terça-feira, 17. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma delas foi atendida pela corporação e encaminhada ao pronto-socorro do Hospital San Paolo. Ela estava consciente e com ferimentos no joelho. Outras três vítimas  foram resgatadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). As quatro pessoas estavam no posto de gasolina. 

Duas crianças e um professor da Escola Estadual Joaquim Leme do Prado, que fica a um minuto do estabelecimento, também se machucaram. A explosão atingiu o muro da rede de ensino. Os alunos foram retirados da escola. As duas crianças e o professor se feriram após a explosão e receberam atendimento médico, segundo o tenente coronel Ricardo Vieira Peixoto. 

Não há registro de vítimas fatais. Cães farejadores também ajudaram nas buscas.

Nove viaturas foram encaminhadas para o local, além do helicóptero Águia. Em média, 30 homens do  Corpo de Bombeiros auxiliaram nos trabalhos.

A ocorrência foi registrada às 9h10. As causas do acidente serão investigadas, mas já foi descartada a hipótese de vazamento de gás.

A Defesa Civil foi para o local. O posto de gasolina ficará interditado por tempo indeterminado. Além do posto destruído e do muro da escola que desabou, outras 13 casas também foram danificadas e ficaram com janelas e portas quebradas- em duas delas os danos foram estruturais. 

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) também esteve na região. Segundo agentes, a licença de operação do posto de gasolina está vencida. 

Nas redes sociais, moradores e trabalhadores da região descreveram o susto. Os vidros de uma padaria que fica do outro lado da rua estouraram com o forte barulho.

O trânsito na região ficou bastante complicado nas proximidades da Avenida Engenheiro Caetano Álvares.

Anderson Nascimento da Silva, gerente da padaria que fica em frente ao posto, disse que a explosão foi tão forte que ele e outros funcionários pensaram que tinha ocorrido dentro do estabelecimento em que trabalham. "Todos nós saímos correndo, parecia que era lá dentro. Sentimos um calor, a porta da geladeira abriu, os vidros das janelas estouraram", conta.

Ele conta que, ao sair na rua, viu o posto coberto por uma fumaça preta e muitas pessoas chorando. O farmacêutico Rogério Moreira, que trabalha ao lado da padaria, diz que ao ouvir a explosão também saiu correndo. " a primeira coisa que pensei foi que poderia ter vítimas e que eu deveria ajudar, mas só via uma fumaça muito preta", diz. Moreira conta que a explosão foi tão forte que sentiu o chão da farmácia tremer.

+++ Chacina deixa quatro mortos em São Bernardo

Mais conteúdo sobre:
posto de gasolina

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.