Excesso de veículos gera lentidão em seis rodovias de SP

Pontos de congestionamentos estavam na Ayrton Senna, Dutra, Anhanguera, Castelo Branco e duas litorâneas

Elvis Pereira, estadao.com.br

20 Fevereiro 2009 | 15h57

O excesso de veículos gerava pontos de lentidão em seis rodovias que ligam a capital ao litoral e ao interior de São Paulo, por volta das 15h30 desta sexta-feira, 20, véspera do feriado prolongado de Carnaval. A Ayrton Senna estava congestionada entre os km 11 e 19, em Guarulhos, no sentido interior.   Veja também: Motorista deve ter atenção em 7 rodovias federais Trânsito nas rodovias da Dersa e do DER  Trânsito na Anchieta e Imigrantes     Trânsito na Dutra  Trânsito na Anhangüera e Bandeirantes    Trânsito na Castelo Branco e Raposo Tavares    A situação complicada da Marginal do Tietê, que acumula mais de 36 km de morosidade, refletia nas vias Presidente Dutra, Anhanguera e Castelo Branco, prejudicando o acesso à capital. Na Castelo, também havia congestionamento entre os km 20 e 24, região de Osasco, no sentido interior.   Quem seguia pela pista sul da Imigrantes enfrentava tráfego lento entre os km 38 e 43, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, no sentido litoral. Na Cônego Domênico Rangoni, a fila de engarrafamento estendia-se do km 271 ao 268, em Cubatão, no sentido Guarujá.   O Sistema Anchieta-Imigrantes opera no esquema 7 por 3, da Operação Descida, desde as 15 horas. Nele, as duas pistas da Anchieta e a sul da Imigrantes são utilizadas na descida ao litoral e a norte da Imigrantes dá acesso à capital. Desde a zero hora de quinta, 19, 86 mil veículos atravessaram o sistema rumo à Baixada Santista, sendo 5.895 deles na última hora.   As vias Bandeirantes, Fernão Dias, Raposo Tavares e Régis Bittencourt apresentavam circulação normal. Segundo as Polícias Rodoviária Federal e Militar Rodoviária, não houve acidentes graves nas últimas horas.

Mais conteúdo sobre:
estradastrânsito em SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.