JF DIORIO /ESTADÃO
JF DIORIO /ESTADÃO

Ex-tucano, Natalini será secretário do Verde e do Meio Ambiente

Um dos principais críticos da política atual do prefeito Haddad para a área, o vereador do PV aceitou convite para comandar pasta no governo Doria

Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo

10 de novembro de 2016 | 04h00

SÃO PAULO - O vereador Gilberto Natalini (PV), um dos principais críticos da política atual do prefeito Fernando Haddad (PT) na área ambiental, aceitou convite para comandar a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente no governo Doria. Ex-tucano, Natalini ajuizou, desde 2013, um total de dez ações contra o petista na Justiça paulista. A última delas conseguiu barrar o novo Código de Obras aprovado na Câmara. Médico, ele foi secretário também na gestão de José Serra à frente da Prefeitura, entre 2005 e 2006.

O prefeito eleito João Doria (PSDB) ainda apresentará oficialmente nesta quinta-feira, 10, outros escolhidos para compor seu secretariado: o economista do Itaú Unibanco Caio Megale vai assumir a Secretaria de Finanças, que passará a ser chamada de Fazenda; o ex-presidente do Metrô Sergio Avelleda comandará Transportes e Mobilidade; o empresário Wilson Poit, que também participou da gestão Haddad, assumirá a nova pasta de Desestatização, e os vereadores eleitos Daniel Annenberg (PSD) e Soninha Francine (PPS), que comandarão as secretarias de Inovação e Assistência Social e Cidadania, respectivamente. 

Também foi definido o nome da arquiteta Heloisa Proença, que trabalhou na gestão Celso Pitta, para o comando da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.