Ex-presidente deixa cargo, mas continua diretor

O ex-diretor de Finanças do Metrô, José Kalil Neto, que deve deixar a presidência do Metrô assim que a indicação de Peter Walker for aprovada pelo Conselho Gestor da companhia, vai voltar ao antigo posto tão logo seu sucessor assuma. Pelo estatuto do Metrô, o diretor financeiro é quem assume a presidência da companhia na ausência do presidente indicado pelo conselho. Foi o que aconteceu em novembro passado, quando o então presidente, Sérgio Avelleda, foi afastado do cargo pela Justiça por suspeita de fraude na contratação das empresas que estão construindo a Linha 5-Lilás.

O Estado de S.Paulo

14 Abril 2012 | 03h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.