Ex-presidente chama corregedor para briga

Uma briga entre o ex-presidente Antônio Carlos Rodrigues (PR) e o corregedor Marco Aurélio Cunha (sem partido) tumultuou ainda mais a Câmara Municipal na tarde de ontem. O embate, transmitido pelo circuito de TV Câmara, ocorreu no fim da reunião da Comissão de Finanças e teve como estopim o julgamento do caso de Antonio Goulart (PMDB) na Corregedoria, presidida por Cunha.

Diego Zanchetta, O Estado de S.Paulo

05 Maio 2011 | 00h00

Rodrigues teria chamado o corregedor para "brigar lá fora" do Palácio Anchieta. "Você não tem nem estatura para falar comigo", disparou. "Eu pelo menos tenho moral", rebateu Cunha. Imagens da TV Câmara mostram que os dois foram apartados por Celso Jatene (PTB).

Depois, Rodrigues pediu esclarecimentos sobre pedidos de licença protocolados por Goulart, alegando que o peemedebista enviou ofício com data retroativa, para justificar faltas. Ainda criticou o fato de Goulart não ter sido notificado pela Corregedoria a apresentar defesa das acusações de que pediu à Câmara reembolso de verba indenizatória por despesas feitas em empresa que tinha a mulher como sócia - ele nega irregularidades e depositou o valor em juízo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.