Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Ex-prefeitos de SP aceitam convite de Doria para participar de conselho

Marta, Kassab e Erundina já aderiram à proposta do tucano; segundo interlocutores, Haddad e Maluf também teriam aprovado a ideia

Pedro Venceslau e Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2016 | 14h33

SÃO PAULO - A maioria dos ex-prefeitos de São Paulo aceitou o convite do tucano João Doria para participar de um conselho de ex-dirigentes municipais que começará a atuar no ano que vem. A ideia da criação do conselho foi anunciada nesta segunda-feira, 17, por Doria, em um jantar com empresários e antecipada pela coluna Direto da Fonte, da jornalista Sonia Racy.

A senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), o ministro das Comunicações, Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab (PSD), e a deputada federal Luiza Erundina (PSOL) aceitaram o convite. Segundo interlocutores do prefeito eleito, Fernando Haddad (PT) e Paulo Maluf (PP) também teriam aprovado a ideia. Já o ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB), não foi localizado porque está em viagem oficial ao exterior.

"Acho interessante a ideia de aproveitar a experiência dos ex-prefeitos para contribuir com a cidade, por isso aceitei o convite. Mas, manterei minha posição de independência e crítica às propostas privatistas do prefeito eleito", disse Erundina, que disputou o primeiro turno das eleições na capital.

Transição. Representantes da atual e futura gestão municipal fizeram nesta terça-feira, 18, na sede da Prefeitura, na região central, a primeira reunião técnica da transição. O secretário de governo de Haddad, Chico Macena, disse que não faltará recursos para pagar servidores e fornecedores.

Já o coordenador da equipe de transição do prefeito eleito, Julio Semeghini, informou que Doria se comprometeu a buscar R$ 500 milhões para subsídio do transporte público.

Ainda nesta terça-feira, João Doria fará duas visitas a bairros da periferia para "agradecer" os votos recebidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.