Ex-prefeito de Diadema ganha cargo em SP

O ex-prefeito de Diadema Mário Reali (PT) foi indicado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) para ocupar uma das vagas no conselho de administração da São Paulo Urbanismo - o que pode lhe render uma remuneração de R$ 6 mil mensais. Reali governou a cidade da Grande São Paulo pelos últimos quatro anos e tentou a reeleição em 2012, mas perdeu para Lauro Michels (PV). O padrinho político de Reali, José de Filippi Júnior (PT), é o secretário de Saúde da gestão Haddad.

O Estado de S.Paulo

04 de fevereiro de 2013 | 02h03

Arquiteto formado pela Universidade de São Paulo (USP), o ex-prefeito é funcionário concursado da Prefeitura de São Paulo, mas estava afastado do seu cargo nos últimos anos quando esteve à frente da administração de Diadema. Além dele, outros cinco arquitetos e urbanistas também foram nomeados como conselheiros da SP Urbanismo.

Dois deles são arquitetos com passagens pela Prefeitura: Daniel Todtmann Montandon, que trabalhou como planejador urbano na Prefeitura de 2002 a 2008 e no Ministério das Cidades desde 2009, e Tomas Cortez Wissenbach, coordenador do plano de longo prazo SP2040 na gestão Gilberto Kassab (PSD).

O urbanista Kazuo Nakano, indicado para o cargo de Diretor de Planejamento da Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Haddad, também foi nomeado conselheiro, assim como o ex-diretor de Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente Silvano Silvério. O outro cargo ficou com Guilherme Pelegrini Mammana. Procurada, a assessoria da Prefeitura disse que não conseguiria informar o motivo das nomeações no fim de semana. / R.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.