Ex-policial civil e esposa são assassinados na zona leste

Crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)

Daniela do Canto, da Central de Notícias,

05 de outubro de 2009 | 02h36

Um ex-policial civil e a mulher foram mortos a tiros na noite deste domingo, 4, em Ermelino Matarazzo, na zona leste de São Paulo. Marcelo Boudakian, de 37 anos, foi atingido por dez disparos e morreu no local. Baleada com dois tiros, a esposa dele, a enfermeira Ana Carolina Silva Albuquerque, de 23 anos, chegou a ser socorrida ao Pronto-Socorro (PS) da região, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a polícia, aparentemente nada foi roubado das vítimas.

 

Testemunhas relataram à polícia que dois homens encapuzados chegaram à residência do casal, na Rua Antônio Fortunato, em um Volkswagen Fox prata, pouco antes das 21 horas. Em seguida, elas ouviram vários tiros e acionaram a Polícia Militar, que encontrou o ex-policial civil já morto e socorreu a jovem. Boudakian já havia trabalhado no 4º Distrito Policial e no Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), ambos de Guarulhos.

 

Até a madrugada desta segunda-feira, 5, nenhum suspeito do crime havia sido preso. O caso foi registrado no 24º DP (Ponte Rasa) e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Tudo o que sabemos sobre:
Ex-policialhomicídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.