Ex-modelo brasileira é achada morta na Itália

Cybele Johnson teria sido assassinada em Módena pelo ex-namorado Stefano Tassoni, que[br]teria se matado depois

Liege Albuquerque,

27 de abril de 2011 | 00h35

MANAUS

A ex-modelo amazonense Maria de Assis Cybele Johnson, de 50 anos, foi assassinada ontem em Módena, na Itália, supostamente pelo ex-namorado, o contador aposentado Stefano Tassoni, de 61. Ele teria se suicidado logo em seguida.

De acordo com um parente próximo da vítima, que não quis se identificar, o corpo da ex-modelo - conhecida como Cybele Johnson - deve chegar a Manaus até sexta-feira, para ser velado e enterrado na capital amazonense. Segundo ele, Tassoni teria ligado para a mãe de Cybele para avisar que tinha assassinado a ex-modelo.

O ex-namorado ainda teria enviado mensagens sobre o crime pelo celular a amigos em comum do casal. Um deles, então, avisou a polícia, que encontrou o corpo da ex-modelo em sua residência. Tassoni teria se suicidado em sua casa, em Bolonha, a duas horas de Módena.

Segundo o site do jornal Corriere di Bologna, o ex-namorado teria se matado, assim que os policiais chegaram a sua casa, com a mesma arma que, supostamente, utilizou para matar a ex-modelo.

Aniversário. Amigo próximo de Cybele, o colunista social de Manaus Pedrinho Aguiar cobriu, há um mês, a festa dos 50 anos da ex-modelo na capital do Amazonas.

"Ela estava radiante como sempre. Mas estava magoada com a história do ex-namorado, que era casado. Ela tinha terminado o namoro e queria seguir sua vida, só que ele não aceitava o fim do relacionamento", contou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.