Ex-marido confessa participação em morte de estudante, diz polícia

Crime teve a participação de outros dois homens que também confessaram o assassinato

Gheisa Lessa - Central de Notícias,

22 de setembro de 2012 | 13h17

SÃO PAULO - O ex-marido da estudante Lore Santana, de 26 anos, encontrada degolada em Santo André, na Grande São Paulo, confessou participação no crime, segundo a Polícia Civil.

Alan dos Santos Peçanha, de 27 anos, ex-companheiro da vítima, teria encomendado o assassinato a dois homens, na versão da polícia. O estadão.com.br não localizou o advogado de Peçanha.

Os dois suspeitos de terem executado o assassinato também teriam admitido a participação no homicídio. Robert Piovani Gama, de 21 anos, foi preso na quinta, 20, e Raimundo Nonato Bezerra, de 32 anos, está detido desde sexta-feira, 21.

Com as confissões, a prisão temporária por 30 dias do trio foi decretada. Eles aguardam julgamento. O caso estava sob segredo de Justiça, mas o sigilo das investigações foi quebrado após a admissão dos acusados. A motivação ainda não foi esclarecida.

O caso. A estudante Lore Santana Vaz foi encontrada morta na manhã de quinta-feira, 13, em Santo André, no ABC paulista, dentro de seu carro.

Câmeras de segurança na região onde o veículo com o corpo foi deixado ajudaram a polícia a identificar os dois homens que confessaram terem matado a universitária.

Na noite em que foi abordada pela dupla de criminosos, Lore tinha ido para a faculdade em São Caetano do Sul, cidade vizinha a Santo André, onde a vítima morava.

Os pais estranharam a demora da filha e acionaram a polícia, que encontrou o veículo na manhã seguinte.

Mais conteúdo sobre:
crimeuniversitáriamorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.