Divulgação
Divulgação

Ex-big brother morto em SP tinha dívida com agiotas

'André Cowboy', que participou da nona edição do programa, foi morto com tiro na cabeça na quarta, 1

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

02 de junho de 2011 | 19h35

SOROCABA - O ex-big brother André Luis Gusmão de Almeida, morto com um tiro na nuca na madrugada da última quarta-feira, em Alumínio (SP), tinha dívidas com agiotas. Ele foi cobrado por três credores em março deste ano e acabou discutindo por não concordar com o total do débito, que não foi pago.

A informação obtida pelos investigadores foi confirmada pela mulher da vítima, Luciana Gusmão de Almeida, em depoimento prestado hoje na delegacia da cidade. Luciana, no entanto, acredita que o marido foi morto por ladrões. Ela disse que um televisor e um notebook teriam sido levados pelos autores do crime.

A mulher e os filhos não conseguiram dar mais informações sobre os possíveis criminosos. Segundo Luciana, a chácara é mal iluminada e tem vários pontos de saída. Também não há vizinhos próximos. A polícia continua investigando o latrocínio (roubo seguido de morte), mas não descarta uma outra linha de investigação.

Já se apurou que Almeida estava devendo parte do valor que pagou pela chácara e não tinha completado o pagamento de um carro. Ele teria ainda dívidas do lançamento de uma revista, um negócio mal sucedido. Almeida ficou conhecido por sua participação na 9ª edição do reality show Big Brother Brasil, da TV Globo, em 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.