Ex-beatle fez seu quartel-general em mansão no Guarujá

A última passagem de Paul McCartney por São Paulo, em 1993, foi movimentada. Ele não ficou hospedado na capital, mas numa mansão estilo taitiano no Guarujá. Teria pedido para trocar móveis de couro, que não permitia por conta de sua militância ambiental. Chegou-se a especular, até, que depois ele teria comprado a casa, avaliada na época em US$ 2 milhões, no condomínio fechado Sítio São Pedro.

Jotabê Medeiros, O Estado de S.Paulo

30 de setembro de 2010 | 00h00

Fez shows na Pedreira Paulo Leminski, em Curitiba, e no Pacaembu, em São Paulo. No Pacaembu, tocou para um público estimado em 45 mil pessoas. Após cantar And I Love Her, disse, em português: "Foi a primeira canção que fiz. Tinha 14 anos." Veio acompanhado da mulher na época, a fotógrafa Linda McCartney, que chegou a subir ao palco. Linda morreria de câncer em abril de 1998.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.