Ex-barbeiros e engraxate ganham mais de R$ 6 mil

Dois antigos barbeiros da Câmara Municipal, com mais de 25 anos de serviço, recebem R$ 6,6 mil e R$ 6,7 mil mensais para prestar serviços de "apoio legislativo". Outro funcionário na mesma situação é o engraxate, que trabalha na Câmara há 27 anos. Com salário de R$ 9,7 mil brutos, o servidor também não executa sua função antiga e trabalha como "faz-tudo" no Legislativo.

O Estado de S.Paulo

03 Julho 2012 | 03h06

Os três fazem parte de um grupo de 12 funcionários contratados antes da Constituição Federal de 1988 e cujos cargos já não existem mais. Por essa razão, acabaram realocados para trabalhos administrativos, apesar de o nome do cargo continuar o mesmo. A mudança foi realizada durante a reforma do funcionalismo na Câmara, realizada em 2003.

No mesmo grupo, estão duas ascensoristas com 28 anos de casa. Ambas recebem cerca de R$ 8,1 mil por mês para fazer trabalho de nível básico, que não exige nem sequer ensino médio completo. / D. Z. e R. B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.