Ex-advogado de Bruno tira licença da OAB

CASO BRUNO

, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2010 | 00h00

O advogado Ércio Quaresma, ex-defensor de Bruno Fernandes no processo sobre a morte de Eliza Samudio, licenciou-se por 30 dias da seccional mineira da Ordem dos Advogados do Brasil. Quaresma foi substituído na defesa do goleiro após aparecer em um vídeo fumando crack. Ele justificou a licença para tratamento médico. A Justiça do Rio afastou anteontem os advogados de Bruno e de Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, do processo por desrespeito a prazos legais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.