GABRIELA BILO/ESTADÃO
GABRIELA BILO/ESTADÃO

Evolução pode definir a campeã da elite de SP

Sorteio estabelece ordem dos quesitos para desempate; apuração será realizada neste terça-feira, a partir das 16 horas

Fabiana Cambricoli, O Estado de S. Paulo

17 Fevereiro 2015 | 03h00

A evolução é o quesito que definirá a campeã do carnaval de São Paulo nesta terça-feira, 17, caso duas escolas de samba fiquem empatadas com o mesmo número de pontos ao final da apuração. O critério de desempate foi definido na tarde desta segunda-feira, 16, em sorteio realizado pela Liga das Escolas de Samba de São Paulo e vale para as agremiações dos Grupos Especial e de Acesso. Acompanhe a apuração ao vivo no portal do Estado.

Para ter um bom julgamento no quesito evolução, a escola deve apresentar perfeito entrosamento entre a dança dos componentes e o ritmo do samba executado pela bateria. Desfiles lentos ou acelerados demais podem perder pontos.

A apuração das notas das escolas de samba paulistanas acontece às 16h desta terça no sambódromo, no Anhembi, na zona norte da capital, e, assim como nos últimos dois anos, não será aberta ao público - somente dez representantes de cada agremiação poderão acompanhar o evento.

Na reunião da Liga também foi confirmada penalidade para a Acadêmicos do Tatuapé. A escola da zona leste, quinta a entrar na avenida na segunda noite de desfiles, vai iniciar a apuração com 1,1 ponto a menos por ter estourado em um minuto o tempo máximo permitido de desfile - pelo regulamento, a escola perde um ponto por ter excedido o prazo e um décimo a cada minuto usado a mais.

No desfile, as escolas foram avaliadas em nove quesitos, cada um deles com quatro jurados. Na apuração, a menor nota de cada quesito por escola é descartada.

O sorteio definiu a ordem de todos os critérios de desempate, ou seja, se mesmo considerando as notas de evolução, duas ou mais escolas continuarem empatadas, valerão como quesitos de desempate - nessa ordem - harmonia, enredo, comissão de frente, mestre-sala e porta-bandeira, fantasia, bateria, samba-enredo e alegoria.

Favoritas. Seguindo a tradição dos últimos carnavais, Vai-Vai, Mocidade Alegre e Rosas de Ouro foram as escolas que mais se destacaram na avenida neste ano e são grandes favoritas ao título. Com desfile criativo, a Unidos de Vila Maria corre por fora na disputa pelo campeonato inédito.

Com enredo sobre a atriz Marília Pêra, a Mocidade Alegre pode conquistar seu quarto título consecutivo hoje caso não perca pontos por uma falha em um dos carros alegóricos.

Já a Vai-Vai, que optou por um enredo sobre a cantora Elis Regina, aposta na grandiosidade das alegorias, no engajamento dos seus componentes e na comoção provocada no público como trunfos para a conquista de mais um campeonato.

Vice-campeã dos últimos três carnavais, a Rosas de Ouro acredita que seu desfile tecnicamente impecável sobre a superação pode finalmente fazê-la erguer a taça de campeã após quatro anos de jejum.

O desfile das campeãs, que reúne as cinco primeiras colocadas do Grupo Especial, acontece na sexta-feira.

Mais conteúdo sobre:
Carnaval São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.