Eventos complicam tráfego na capital

Indy e show do Guns N'Roses vão levar 100 mil às zonas norte e oeste

, O Estadao de S.Paulo

13 Março 2010 | 00h00

Dois eventos neste fim de semana - a corrida São Paulo Indy 300, no domingo, e o show do Guns N" Roses, no sábado - deverão levar cerca de 100 mil pessoas ao Sambódromo do Anhembi, na zona norte, e ao Estádio Palestra Itália, na zona oeste da capital. O trânsito na Marginal do Tietê e na Rua Turiaçu deverá ficar ainda pior com o acesso de expectadores e interdições de ruas e avenidas ao redor. São esperadas 60 mil pessoas no Anhembi e 39 mil no show de rock.

Desde ontem, às 22 horas, o trecho da pista local da Marginal do Tietê no sentido Castelo Branco entre a Pontes das Bandeiras e da Casa Verde já estava interditado. Os motoristas devem utilizar a pista expressa.

A Avenida Olavo Fontoura, ao lado do sambódromo, entre a Praça Campo de Bagatelle e a Rua Alfonso Reinaldo Gallucci, também já estava fechada nos dois sentidos desde sexta-feira. Somente é permitido o acesso de pedestres e de veículos prestadores de serviço de transporte ao evento. A alternativa à Olavo Fontoura é a Avenida Braz Leme ou a pista expressa da Marginal. A liberação será feita às 5 horas de segunda-feira.

A recomendação para quem vai à corrida é que use transporte público. Não haverá bolsões de estacionamento para veículos particulares nas proximidades do Anhembi, apenas vagas em vias públicas no entorno do circuito, nas regiões de Santana, Brás Leme e Canindé. No Expo Center Norte haverá estacionamento particular pago, com 3.500 vagas, a R$ 17.

ROCK

No Palestra Itália, o embarque e o desembarque de automóveis será realizado pela Rua Padre Antônio Tomás, entre as Avenidas Francisco Matarazzo e Antarctica. Ônibus fretados terão ponto especial de acesso na Avenida Auro Soares de Moura Andrade. Já os táxis terão acesso às Ruas Turiaçu, Diana e Caraíbas. Para escapar ao trânsito da Francisco Matarazzo, a alternativa é a Avenida Marquês de São Vicente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.