Europa vai começar a usar sinalização que muda sozinha Arte de rua no Egito

Já parou para pensar o quanto de infraestrutura ociosa existe em uma cidade? Um exemplo simples pode ser alguma avenida que liga uma zona comercial a outra residencial. De manhã, quando todo mundo está indo trabalhar, um dos lados da via fica engarrafado, situação que se inverte à noite. Metade de toda essa estrutura, portanto, permanece subutilizada por todo o dia.

RODRIGO BURGARELLI, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2012 | 03h06

Uma tecnologia que está sendo desenvolvida na Europa - e parece coisa de ficção científica - promete acabar com essa ociosidade. Chamado de Sistema de Tráfego Inteligente (ITS, na sigla em inglês), o projeto consiste na instalação de luzes de LED no asfalto, que podem ser programas para ampliar as pistas que vão para um sentido ou até a calçada quando há grande concentração de pedestres, por exemplo.

O primeiro país a testar o novo sistema será a Dinamarca. Em Copenhague, projetos pilotos com pontos de ônibus virtuais vão começar a ser testados ainda neste ano. A ideia é que, até 2025, a tecnologia já esteja espalhada pela cidade e possibilite às ruas dinamarquesas se adequarem ao ritmo de vida da população.

Cairo ficou mais colorida após a Primavera Árabe. Uma série de grafites dedicados aos mártires que morreram nas revoltas foi feita no centro da cidade. Esse da foto está na rua que dá acesso ao Ministério do Interior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.