EUA emitem alerta de segurança para a linha Boeing 737

A Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA) emitiu uma diretriz de segurança de emergência, determinando inspeções mais rigorosas nas estruturas de três versões mais antigas do avião de passageiros Boeing 737. A decisão foi tomada depois da ruptura de quase 2 m ocorrida na fuselagem de um 737 da Southwest Airlines, na sexta.

, O Estado de S.Paulo

05 de abril de 2011 | 00h00

A FAA determinou "inspeções eletromagnéticas iniciais e repetitivas para danos causados por fadiga" em Boeings 737-300, 737-400 e 737-500. A FAA quer que as empresas que operam cerca de cem jatos mais antigos da linha, dos anos 1980, façam as verificações. No Brasil, a única que usa esse tipo de avião é a Webjet. A companhia diz que as três aeronaves dentro das especificações serão inspecionadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.