EUA abrem hoje 6 postos para vistos

Em SP, Saúde e Vila Mariana ganham unidades; centros agilizam autorização de entrada

NATALY COSTA, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2012 | 03h03

Tudo mudou no processo de pedido de visto americano. Seis novos Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASVs) serão inaugurados hoje em São Paulo (Saúde e Alto de Pinheiros), Brasília, Rio, Recife e Belo Horizonte.

Em vez de ir direto ao consulado, o solicitante fará o pedido agora em duas etapas. Depois de feito o procedimento online (cadastro no site, preenchimento do formulário DS-160 e pagamento da taxa), será agendada a visita a um dos CASVs.

Os centros funcionarão como uma espécie de "triagem". Lá, o solicitante entrega documentos, tira foto (não será mais preciso levar) e impressões digitais.

Para quem quer apenas renovar um visto emitido entre 1.º de julho de 2004 e 1.º de janeiro de 2008, o processo fica mais simples. Essas pessoas podem ser dispensadas de entrevista e não precisarão ir ao consulado.

Agora, para quem solicita o visto pela primeira vez ou pleiteia um outro tipo de visto que não o seu - tem visto de turista e o de trabalho, por exemplo - a entrevista é necessária. Será agendada, então, a segunda etapa do processo: a ida ao consulado.

A entrevista pode ser marcada entre 24 horas e oito dias depois da ida ao CASV, um problema para quem mora fora de São Paulo, Rio, Recife ou Brasília. Belo Horizonte ganhou apenas o centro de atendimento, mas a entrevista consular continua tendo de ser feita nas outras cidades.

Capacidade. A expectativa com a inauguração dos CASVs é ampliar a capacidade de atendimento e minimizar as filas no consulado. Espera-se que os seis postos atendam, na fase inicial de funcionamento, 5,6 mil pessoas por dia.

Quando estiverem operando com capacidade total, os centros poderão atender 12,7 mil pessoas. A unidade da Vila Mariana, em São Paulo, será a maior de todas, com capacidade para 3,5 mil pessoas por dia.

Além disso, desde o dia 30 de abril, entrou em funcionamento um novo site de agendamento: brazil.usvisa-info.com, mais didático e informativo.

Taxa única. O pagamento também foi facilitado. No lugar de três taxas - R$ 38 pelo agendamento, US$ 140 pelo visto e R$ 40 pela entrega do passaporte em casa -, o solicitante vai pagar apenas uma, de US$ 160. O pagamento pode ser feito com cartão de crédito pelo site, por telefone e em agências do Citibank.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.