''Eu fiquei paralisada''

TRÊS PERGUNTAS PARA...

, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2011 | 00h00

Ana Maria Ferrari Fraga, dona do restaurante

1. Quanto tempo durou o assalto?

Uns dois minutos. Eu fiquei paralisada, desesperada e com medo de que acontecesse alguma coisa. Falei: "Entrega tudo, entrega tudo". Fiquei estática. Escureceu a minha vista, secou a boca.

2. Já havia uma sensação de insegurança no bairro?

Insegurança a gente sempre tem. É sempre aquela coisa: "Será que vai ser comigo?".

3. Vai manter o restaurante aberto?

Tem de tocar em frente. Já abri hoje (ontem) para o almoço. Preciso continuar a minha rotina e pedir a Deus que nada aconteça. Vivo disso. Não tenho como parar de trabalhar, dependo disso para sobreviver.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.