Estupros crescem 9,4% no Estado e caem na capital

Os estupros, que desde 2009 passaram a considerar também os casos de atentado ao pudor, tiveram um aumento no Estado de 9,4%. Foram 5.249 casos. Na capital, houve queda de 4,6%.

, O Estado de S.Paulo

26 Julho 2011 | 00h00

Para o comandante geral da PM, Álvaro Batista Camilo, o crescimento dos números não significa somente aumento da violência contra a mulher. Pode revelar também um crescimento nos registros desse tipo de caso por causa da Lei Maria da Penha e da maior conscientização das vítimas. "O estupro é o crime mais subnotificado em todos os países do mundo. Nesse sentido, o aumento de registros pode ser considerado positivo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.