Estudantes passam mal com merenda escolar em Sorocaba

Alunos tiveram indisposição após consumirem cachorro-quente; mãe registrou boletim de ocorrência

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

06 de setembro de 2013 | 13h47

Pelo menos 14 alunos passaram mal depois de comer a merenda escolar servida na tarde de quinta-feira, 5, na Escola Estadual Antonio Miguel Pereira Júnior, no bairro Central Parque, zona oeste de Sorocaba. Os estudantes do ensino fundamental, com idade entre 13 e 14 anos, procuraram a direção do estabelecimento para relatar o problema. Eles haviam consumido cachorro-quente - salsicha com molho no pão – e tomado suco.  Alguns estudantes reclamaram que o molho usado no lanche tinha gosto ácido.

Dez alunos tiveram de receber atendimento numa unidade pré-hospitalar da região. Com suspeita de intoxicação alimentar, os estudantes foram medicados com soro. A mãe de uma das vítimas, Ana Cristina Damasceno Gomes, procurou a Delegacia de Polícia para registrar um boletim de ocorrência.

A Secretaria de Estado da Educação informou que repassa a verba para a compra dos alimentos à prefeitura, que se incumbe da compra e preparação da merenda. De acordo com a prefeitura, o preparo da merenda é acompanhado por uma nutricionista. Foram coletadas amostras dos alimentos para exames.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Escolamerenda

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.