Estudantes bloqueiam Marginal do Tietê por transporte escolar

Manifestação fechou a pista local por cerca de uma hora; lentidão chegou a 4,6 km entre a Ponte Velha Fepasa e a Castelo Branco

Felipe Resk e Tulio Kruse, O Estado de S. Paulo

10 de agosto de 2015 | 08h33

Atualizado às 10h39

SÃO PAULO - Estudantes de uma escola estadual bloquearam a Marginal do Tietê, na zona oeste da capital paulista, por cerca de uma hora na manhã desta sexta-feira, 10. A manifestação por transporte escolar bloqueou a pista local e provocou lentidão na via. Não houve registro de conflitos.

Segundo informações da Polícia Militar, o protesto começou no Colégio Estadual Alexandre Von Humboldt, na região da Lapa, onde um dos manifestantes trancou os portões com correntes e cadeados. Depois, o grupo, formado principalmente por adolescentes, seguiu em direção à Marginal do Tietê.

Ainda de acordo com a corporação, integrantes de uma associação de empresas de ônibus incitaram os alunos a não entrarem no colégio por causa do cancelamento dos fretados. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informa que o grupo interditou completamente a pista local da via, no sentido Rodovia Ayrton Senna, próximo à Ponte Velha Fepasa, desde as 7h30.

Por volta das 8h30, os estudantes começaram a liberar a via. Nesse horário, a Marginal registrava 4,6 quilômetros de lentidão até a Rodovia Castelo Branco tanto na pista local quanto na expressa. Já a Rodovia dos Bandeirantes tem ao menos oito quilômetros de congestionamento na chegada a São Paulo por reflexo da manifestação.

Após saírem da Marginal, os estudantes voltaram a bloquear a Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, onde fica a escola estadual.

Outro lado. Em nota, a Secretaria Estadual da Educação afirmou que não houve corte de transporte para os alunos. "Todos que necessitam usar o serviço são atendidos. Alguns estudantes, anteriormente atendidos pelo fretamento, passarão a receber o benefício do passe livre conforme estabelece a Lei nº 15.692/2015", escreve a pasta.

"Nenhum aluno será prejudicado. Cabe ressaltar que a direção da unidade já havia se reunido com os pais e responsáveis para comunicar a mudança e um novo encontro está marcado para atender os que ainda estão com dúvidas. A administração regional permanece aberta diariamente para prestar qualquer esclarecimento aos estudantes e suas famílias", diz a nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.