Estudante fica em poder de assaltantes por três horas em SP

Um assaltante foi preso e dois estão foragidos. A estudante passa bem

Ricardo Valota,

24 de outubro de 2007 | 05h12

A estudante universitária Daniela Almeida da Silva, de 27 anos, viveu, na noite desta terça-feira, momentos de tensão nas mãos de criminosos na zona sul da capital paulista. Às 19h, Daniela, que trabalha como analista de atendimento, foi abordada por três bandidos no momento em que estacionava seu Celta prata em frente ao campus Berrini do Instituto Nacional de Pós-Graduação (INPG), localizado na marginal Pinheiros, no Brooklin, onde cursa Administração de Empresas. Armados com um revólver calibre 38, os assaltantes entraram no carro e um deles, identificado como Josenilton de Jesus Oliveira, de 22 anos, assumiu o volante. A vítima, ameaçada constantemente, foi obrigada a passar em caixas eletrônicos para que o trio sacasse dinheiro, mas os criminosos, mesmo em posse da senha correta, erraram por três vezes a digitação e o cartão acabou bloqueado. Em seguida, dois assaltantes tomaram o celular de Daniela e os cartões de crédito e saíram para fazer compras, deixando Oliveira com a vítima dentro do carro. Neste momento, policiais militares que estavam dentro de um ônibus desconfiaram do Celta parado e resolveram avisar o batalhão mais próximo para verificar. Homens da 01ª Companhia do 16º Batalhão foram acionados e detiveram o criminoso que mantinha a estudante refém. Com ele, a polícia apreendeu um revólver e recuperou o relógio da vítima e cerca de 40 reais. Os outros dois assaltantes seguem foragidos. Segundo a polícia, Oliveira já tem passagens por roubo, seqüestro e formação de quadrilha.

Tudo o que sabemos sobre:
sequestroestudante

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.