Estudante é morto por disparo acidental

MOEMA

, O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2010 | 00h00

O estudante Fabrício Gonçalves de Oliveira, de 15 anos, morreu na terça-feira após ser baleado por um tiro acidental dentro de um estacionamento em Moema, zona sul da capital. A bala atingiu o coração do garoto, que morreu no hospital. Segundo a Polícia Civil, o manobrista Gilvanio Vieira dos Santos teria mostrado um revólver calibre 22 ao menino, filho do lavador de carros do local, quando houve o disparo. Até ontem à noite, Vieira não havia sido localizado. Testemunhas dizem que ele fugiu após prestar socorro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.