Estudante é morto ao reagir a assalto na zona leste de São Paulo

Rapaz de 27 anos teria se negado a entregar as chaves do carro aos criminosos

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

19 de setembro de 2012 | 05h52

SÃO PAULO - O estudante Henrique Maciel da Silva, de 27 anos, foi morto, com um tiro no rosto, por volta das 23 horas de terça-feira, 18, durante uma tentativa de roubo na Vila Ré, zona leste da capital paulista. Ocupando um Corsa preto e acompanhado da esposa, com a qual estava casado havia três meses, Maciel, ao ser abordado por dois criminosos, na porta de casa, na Rua Marciano Capello, teria se negado a entregar a chave do veículo.

 

Baleada, a vítima, que trabalhava numa empresa e cursava Informática, ainda foi encaminhada para o pronto-socorro da Vila Nhocuné, onde não resistiu ao ferimento e morreu. Segundo a polícia, as vítimas vinham de uma academia e foram abordadas frente à residência onde moram ao pararem o veículo.

 

A dupla, armada com um revólver calibre 38, teria saído de um Astra prata, estacionado a 200 metros do local. Ao volante estava uma mulher, que permaneceu no carro enquanto os comparsas, aparentemente menores, abordavam o casal. Sem levar nada, os bandidos retornaram para o Astra e fugiram. A esposa de Henrique não sofreu ferimentos. O caso foi registrado no 24º Distrito Policial, da Ponte Rasa pelo delegado Rogério Zuim Uehara. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.