Estudante é morta por ex-marido em faculdade de Santos

Ele entrou no local dizendo que ia até a biblioteca e atingiu a vítima no pescoço usando uma tesoura

Rejane Lima, O Estado de S. Paulo,

22 Maio 2009 | 17h00

A universitária Margareth Emilliane Pereira Tomaz, de 29 anos, morreu no início da tarde desta sexta-feira, 22, após ser golpeada no pescoço com uma tesoura por seu ex-marido Reginaldo da Rocha Soares, de 54 anos. Ela foi atacada dentro da Universidade Santa Cecília (Unisanta), em Santos, no litoral paulista. A vítima cursava o quarto ano de Farmácia.

 

O crime ocorreu às 10h50. De acordo com informações da Polícia Civil, Margareth rompeu, no último dia 10, o relacionamento de 11 anos com Soares. Ex-aluno da Unisanta, onde cursou Farmácia até 2005, porém sem concluir o curso, ele entrou no prédio com uma carteirinha antiga afirmando que iria à biblioteca. Ele procurou, entretanto, Margareth para tentar reatar o relacionamento.

 

A estudante saiu da sala de aula e foi conversar com o ex-marido em um laboratório vazio. Após discutirem, Soares tirou uma tesoura de cerca de 20 centímetros e a golpeou três vezes na jugular. Em seguida, Soares saiu do laboratório e afirmou que uma aluna estava passando mal no local. Seguranças da instituição suspeitaram e o detiveram até a chegada da polícia.

 

Margareth foi levada à Santa Casa de Santos, mas não resistiu e morreu às 13h30. Soares, que já tinha passagem pela polícia, foi preso em flagrante e encaminhado à delegacia de Defesa da Mulher da cidade. Ele confessou o crime. O casal não tinha filhos.

Mais conteúdo sobre:
crime passional

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.