Estudante é morta a tiros em assalto a residência na zona leste de SP

Família voltava do supermercado e foi surpreendida ao entrar na casa, invadida por quatro criminosos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

27 Abril 2012 | 05h46

SÃO PAULO - A estudante Bruna Mariete de Morais, de 20 anos, foi morta, com um tiro na nuca, por volta das 22 horas de quinta-feira, 26, após ter a casa - onde morava com o padrasto, a mãe e um irmão -, invadida por quatro criminosos, na Vila Rio Branco, região de Ermelino Matarazzo, na zona leste da capital. Mesmo levada para o pronto-socorro do Hospital Professor Doutor Alípio Correia Netto, a jovem não resistiu e morreu.

 

A família foi rendida quando voltava do supermercado. Sem saber que na casa estavam quatro bandidos, as vítimas abriram o portão e foram surpreendidas pelos criminosos. O padrasto, a mãe e o irmão de Bruna entraram pela sala, onde estava um dos assaltantes. Os outros três desciam a escada que dá acesso ao andar superior do imóvel. O pai da jovem, ao ser indagado sobre outros membros da família, disse que a estudante havia seguido pelo corredor e entraria pela porta da cozinha, nos fundos da residência.

 

Um dos bandidos então foi de encontro à jovem e, não se sabe ainda por que, disparou contra a nuca dela. Segundo a polícia, o quarteto fugiu sem levar nada. O caso foi registrado no 24º Distrito Policial, de Ermelino Matarazzo, pelo delegado Rogério Zuim Uehara, e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.