Estudante é atropelada e arrastada por carro em Campinas

Acidente aconteceu quando menina, que está em estado grave, saía da escola; motorista não prestou socorro

Maíra Teixeira, da Central de Notícias,

25 Fevereiro 2010 | 14h12

A investigação da Polícia Civil de Campinas aponta para um provável acidente de trânsito, causado por uma mulher, o atropelamento da adolescente de 12 anos que foi arrastada por 20 metros às 11h40 desta terça-feira, 23. O fato ocorreu após a vítima sair da escola no bairro DIC 1, em Campinas. A Secretaria Estadual de Saúde informou que a menor está internada no Hospital Estadual de Sumaré e seu estado é grave.

 

De acordo com o delegado titular do 9 Distrito Policial da Campinas, Cassio Vita Biazolli, uma mulher foi identificada por testemunhas, mas continua foragida. Duas testemunhas já foram ouvidas. "Localizamos a casa da suspeita e nem ela nem o marido estão lá. A família dela afirma que ela está em estado de choque, especialmente porque tem um filho de apenas oito meses. Ainda não descartamos outras hipóteses, mas tudo leva a crer que seja mesmo um acidente de trânsito."

 

Uma das testemunhas, amiga da adolescente, contou ao delegado que caminhava ao lado da vítima, quando as duas iniciaram a travessia da via e a colega foi atingida por um automóvel Chevette, ano 1983. "Tudo leva a crer que tenha sido um acidente de trânsito", explica Biazolli.

 

Em caso de acidente de trânsito, destaca o delegado, a acusada responderá por lesão corporal e omissão de socorro. "O que pode resultar em um ano de detenção."

Mais conteúdo sobre:
Campinas SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.