Estudante de medicina que foi morta ao lado do namorado é velada no interior

Segundo a polícia, Mariana Rodella foi assassinada pela sogra, que também matou o próprio filho

Ricardo Brandt, O Estado de S. Paulo

08 Março 2014 | 11h39

Atualizado às 12h35

O corpo da estudante de medicina Mariana Marques Rodella, de 25 anos, assassinada pela sogra em São Paulo, começou a ser velado na manhã deste sábado, 8, na Igreja Santa Teresa, em São José do Rio Pardo, interior paulista. A vítima era sobrinha do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Mauro Luiz Campbell Marques e filha de médicos do interior.

O corpo chegou à cidade, onde mora os pais da estudante, o cardiologista Mário Rodella Júnior e a pediatra Viviane Estrela Marques Rodella, por volta das 10h. A família pediu para que a imprensa não acompanhe o velório. O local e o horário do enterro não foram divulgados.

Mariana foi morta a tiros pela sogra, a médica Elaine Moreira Munhoz, de 56 anos, segundo a polícia. Ela depois matou o filho, o estudante de medicina Giuliano Munhoz Landini, de 25 anos, e cometeu suicídio.

Elaine e Landini devem ser sepultados às 16h30 no Cemitério do Morumbi, zona sul de São Paulo.

Mais conteúdo sobre:
Crime São José do Rio Pardo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.