Estudante de medicina é encontrada morta em casa no Itaim Paulista

Gislayne Martins dos Anjos, de 20 anos, apresentava hematomas no pescoço e no rosto; rapaz que mandava mensagens é suspeito 

O Estado de S. Paulo

07 de outubro de 2015 | 16h44

SÃO PAULO - A estudante de medicina Gislayne Martins dos Anjos, de 20 anos, foi encontrada morta dentro da casa onde morava, no Itaim Paulista, zona leste da capital paulista, na noite do último domingo, 4. A vítima apresentava marcas de agressão no pescoço e no rosto.

Com base no relato de uma amiga da estudante, investigadores do 50º Distrito Policial (Itaim Paulista) suspeitam da participação no crime de um rapaz que estaria a perseguindo. Aos policiais, a testemunha afirmou que ele incomodava a vítima com mensagens no Whatsapp há mais de uma semana.

A mãe da vítima chegou em casa por volta das 17h e encontrou as portas do quarto e da sala trancadas. Como a filha não respondia aos chamados, pulou a janela da área de serviçou e entrou no quarto da estudante. Gislayne estava em cima da cama, sem respirar e apresentava hematomas espalhados pelo pescoço, boca e outras partes do corpo.

A mãe da vítima ainda tentou reanimá-la, mas não conseguiu. Depois, pediu ajuda aos vizinhos para levar a jovem ao Hospital Santa Marcelina, também na zona leste, onde a morte da estudante foi constatada.

Tudo o que sabemos sobre:
ViolênciaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.