Estudante da USP baleada na zona oeste tem estado de saúde estável

Ela foi baleada na noite de quinta-feira, após deixar a Cidade Universitária, na zona oeste

Solange Spigliatti, estadão.com.br

07 Outubro 2011 | 13h36

SÃO PAULO - A estudante Camila Bassi Fernandes da Silva, de 22 anos, baleada no rosto após ser abordada em um semáforo na Avenida Politécnica, na zona oeste de São Paulo, na noite de quinta-feira, permanece internada no Hospital das Clínicas e seu estado de saúde é estável.

 

De acordo com o HC, a mãe da estudante do 3º ano do curso de biologia da Universidade de São Paulo (USP) não autorizou a divulgação de mais detalhes sobre o estado de saúde da filha, pois não quer não expô-la.

Ela foi baleada quando voltava para casa, em Cotia, na Grande São Paulo. Camila foi abordada por criminosos no semáforo da Avenida Escola Politécnica, em frente à entrada do Parque dos Príncipes, próximo à Rodovia Raposo Tavares, no Rio Pequeno, bairro vizinho.

Segundo o consultor de atendimento Mário Bassi, tio de Camila, ela estava consciente, mas com um tampão nos olhos, logo depois de ser atendida no Hospital Sarah Kubitschek, antes de ser transferida para o HC. A bala ficou alojada na têmpora direita, disse o consultor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.