Estudante brasileira morre em hospital de Portugal

Jovem de 22 anos cursava Relações Internacionais na Unesp de Franca, no interior paulista, e fazia intercâmbio no país europeu; causa da morte ainda é desconhecida

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

14 Novembro 2011 | 20h17

SÃO PAULO - Uma estudante brasileira de 22 anos morreu em um hospital na cidade de Braga, em Portugal, onde fazia intercâmbio. A Universidade Estadual Paulista (Unesp), onde Thaís Caroline Gonçalves cursava Relações Internacionais, foi comunicada sobre a morte neste domingo, 13.

 

A estudante nasceu em Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, e estudava em Franca, no interior paulista.

A Unesp informou que a instituição comprou passagem e reservou hotel para a mãe de Thaís. Ela deve embarcar às 23h30 de hoje do Aeroporto de Cumbica, em São Paulo, para Portugal. A Universidade do Minho irá fornecer transporte da cidade do Porto para a cidade de Braga. Um professor da Unesp que está em Portugal irá auxiliar a mãe de Thaís no que for necessário, de acordo com a instituição.

A causa da morte ainda é desconhecida, mas uma autópsia será realizada no corpo da estudante. O procedimento só poderia ser feito após a chegada de algum familiar de Thaís ou com autorização da Justiça.

Mais conteúdo sobre:
Estudante brasileira morte Portugal Cidades

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.