Estudante acusada de matar o pai pode ir a júri

A juíza Sabrina da Cunha Peixoto Ladeira, da Comarca de Itabirito, em Minas Gerais, vai analisar denúncia do Ministério Público Estadual contra a estudante de Direito Érika Passarelli Vicentini Teixeira, de 29 anos. Ela é acusada de planejar a morte do pai, Mário José Teixeira Filho, de 50 anos, em agosto, para ficar com o seguro. Érica, que está foragida, o namorado e o pai dele, que estão presos, podem ir a júri.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.