Estrangeiros vão participar das análises de dados

O governo da França vai convocar técnicos do Brasil, da Grã-Bretanha e dos EUA, além de oficiais de Justiça, para assegurar a lisura na transcrição das gravações das caixas-pretas. A participação de técnicos estrangeiros atende a famílias de vítimas que questionam a independência do Escritório de Investigação e Análise para a Aviação Civil (BEA). O órgão é controlado pelo governo francês, que também é acionário das empresas envolvidas no acidente, a Air France, a Airbus e a Thales. Por exigência da Justiça, a análise deve ser registrada por câmeras e testemunhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.