Estrangeiros presos com cartões clonados nos Jardins

Grupo formado por dois sul-africanos e um búlgaro tentou subornar policiais ao oferecer 30 mil reais

Paulo Maciel e Ricardo Valota, estadão.com.br

25 Março 2009 | 03h38

Dois sul-africanos e um búlgaro foram detidos, no final da noite de terça-feira, 24, após policiais desconfiarem de dois deles, quando a dupla fazia diversos saques no caixa eletrônico do Banco HSBC na esquina da Rua Estados Unidos com ministro Rocha Azevedo, nos Jardins, zona sul de São Paulo.

 

Ao abordarem os estrangeiros, dos quais apenas um falava português fluentemente - os policiais encontraram com eles cerca de 200 cartões eletrônicos clonados. Os criminosos ofereceram 30 mil reais aos PMs para que todos fossem liberados. Os policiais fingiram aceitar o dinheiro, que foi levado ao local por uma terceira pessoa. Todos foram presos.

 

Os PMs, ao insistirem com os três para que eles indicassem o local onde poderia estar o suposto restante dos cartões clonados e do dinheiro, foram levados pelos criminosos para um flat na Alameda Lorena. Lá, além de equipamento usado na clonagem, havia mais 600 cartões e 270 mil reais, totalizando 800 cartões e 300 mil reais.

 

Segundo a PM, os três estão no Brasil há dez dias hospedados e moravam de aluguel no flat. Os passaportes deles mostram passagens recentes pela Argentina, África do Sul e alguns países da Europa. O caso foi encaminhado primeiramente para a Polícia Federal e depois para o 78º Distrito Policial. Esta é a segunda vez que o trio está no Brasil. A primeira passagem pelo pais foi em 2007.

 

Texto ampliado às 6h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.