Estradas 'testam' novas faixas na volta do feriado

Mesmo com pista extra, motorista enfrentou lentidão na Bandeirantes e Anhanguera, mas menor que a de feriado anterior

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

05 Maio 2014 | 02h04

No primeiro feriado prolongado com a quinta faixa da Rodovia dos Bandeirantes e a terceira faixa da Anhanguera, o motorista enfrentou ontem trânsito na volta a São Paulo, mas menor que o do feriado anterior. O pico de congestionamento na Bandeirantes foi registrado pouco após as 17h - lentidão entre os km 62 e 58. Na Anhanguera, o pior trecho nesse horário era entre os km 61 e 58. A partir das 19h, o tráfego no Sistema Anhanguera-Bandeirantes já era considerado normal.

No retorno do feriado prolongado anterior - Páscoa e Tiradentes -, a Bandeirantes registrava 12 km de lentidão entre 17h e 18h - houve um pico de 20 km por volta das 16h. Após as 20h, ainda havia 5km de congestionamentos.

De acordo com a concessionária CCR Autoban, que administra o Sistema Anhanguera-Bandeirantes, o número de veículos que utilizaram as rodovias em ambos os feriados foi semelhante: 850 mil na Páscoa contra 830 mil no Dia do Trabalho.

Os 62 km da quinta faixa da Bandeirantes foram inaugurados na quarta, após 12 meses de obras - a um investimento de R$ 160 milhões. Já os 5 km da terceira faixa da Anhanguera foram abertos na sexta - o trecho custou R$ 15,5 milhões.

Outras rodovias. A volta do feriadão contou com os costumeiros congestionamentos nas rodovias. A Régis Bittencourt apresentou 13km de lentidão. A Ayrton Senna teve filas por 7 km e a Via Dutra por 6 km. Na Imigrantes, o pico registrado foi de 5 km; na Castelo Branco, 4 km; na Fernão Dias, 3 km.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.