Estradas terão obras até de madrugada

Motorista deve evitar deixar SP entre 14h e 22h; tempo deve abrir no domingo

O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2012 | 02h05

O paulistano terá um longo feriado, a partir de amanhã até terça-feira, para celebrar a Proclamação da República e a Consciência Negra, e a maratona para deixar a capital começa hoje. Os motoristas vão enfrentar obras até de madrugada nas rodovias paulistas. O período de folga começa com chuva e baixa temperatura, mas vale a pena pegar as estradas porque, no domingo, o sol volta e traz calor ao Estado.

Hoje, entre 14h e 22h, os motoristas devem evitar deixar a cidade, alerta a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Estima-se que 1,8 milhão de veículos sigam para as estradas. A chuva persiste até sábado. No litoral, também há previsão de chuva e máxima de 23°C na sexta. "Quem for para o interior terá dias melhores", diz Marcelo Pinheiro, meteorologista da Climatempo. A máxima será de 35°C.

No domingo, o tempo abre em todo o Estado. Litoral e capital terão dias de sol e temperatura na casa dos 30°C. O tempo segue firme no interior.

Interdições. A duplicação da Rodovia dos Tamoios (SP-99), que leva ao litoral norte, agora é feita de madrugada. Até sexta-feira, a estrada vai ficar interditada, entre meia-noite e 4h30, para implosão de rochas. Holofotes podem ofuscar a visão e, com a chuva, a pista fica escorregadia.

Quem for à Ilhabela, no entanto, recebe boas notícias: a espera na balsa deve cair. Hoje, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) entregará ao meio-dia uma nova embarcação. Serão 6 balsas entre São Sebastião e a ilha.

Na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, na região de Campos do Jordão, há o sistema "siga e pare" em trechos, por causa do recapeamento em Santo Antônio do Pinhal.

Na Régis Bittencourt (BR-116), principal ligação com o Sul, há pelo menos cinco pontos com tráfego em meia pista. A Rodovia Raposo Tavares (SP-270) está com trechos sem acostamento entre Araçoiaba da Serra e Capela do Alto. Na Anhanguera e Bandeirantes, devem passar 1,2 milhão de veículos entre hoje e terça-feira. A AutoBan orienta os motoristas a evitar horários de pico: das 16h às 20h de hoje e das 9h às 13h de amanhã. / JOSÉ MARIA TOMAZELA, RICARDO BRANDT E REGINALDO PUPO, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.