Estradas terão ação integrada com nova lei seca

O País terá pela primeira vez, este ano, carnaval com tolerância zero de álcool ao volante. O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, disse ontem que milhares de agentes vão agir de forma integrada nas rodovias federais e estaduais. O número de acidentes sobe 50% nesta época em relação ao resto do ano.

VANNILDO MENDES / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2013 | 02h02

Ribeiro lançou ontem a campanha publicitária de rádio e televisão para a redução dos acidentes de trânsito no carnaval. O lema é Bebida e Direção - Deixe Essa Mistura Fora da Festa. O trânsito brasileiro, segundo o ministro, mata em média 116 pessoas ao dia. "Isso significa uma tragédia de Santa Maria a cada dois dias", comparou. As principais causas dos acidentes são ultrapassagens e excesso de velocidade. Em cerca de 60% das ocorrências, um dos envolvidos está embriagado. "Queremos que a tragédia diária do trânsito provoque na sociedade a mesma indignação e comoção de Santa Maria", disse o ministro.

A Resolução 432 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) derrubou para 0,05 miligrama por litro de ar o teor permitido no teste do bafômetro. Antes era 0,1 mg por litro de ar. Abaixo de 0,34 mg, a punição é multa de R$ 1.915,40, recolhimento da CNH e retenção do veículo. Acima desse limite é considerado crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.