Estradas ruins dificultam venda da produção

Uma das maiores dificuldades dos produtores rurais da zona sul de São Paulo é o escoamento da produção. "As estradas de terra costumam ficar muito ruins, principalmente quando chove", afirma o agricultor Osvaldo Iwao Ochi. Seu sítio, quase na divisa com o município litorâneo de Itanhaém, só pode ser acessado após percorrer 15 km de vias de terra. "Nessa época do ano, logo após as chuvas, fica horrível. São só 62 km até o centro, mas não dá para fazer em menos de 3 horas. Se a estrada estivesse boa, demoraria quase a metade disso", lamenta.

O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2013 | 02h02

O vereador Alfredinho (PT), cuja base eleitoral fica no extremo sul da cidade, explica que essa é uma das maiores reivindicações dos produtores agrícolas. "Queremos marcar uma reunião com a Prefeitura para tentar resolver esse assunto. O ideal é ter um maquinário próprio, só para cuidar dessas estradas." Segundo o vereador, uma manutenção bem feita ao menos duas vezes por ano já acabaria com grande parte dos problemas.

Outro problema estrutural do extremo sul da cidade é a falta de transporte público. "A lei que criou a Área de Proteção Ambiental Capivari-Monos proíbe que se tenha transporte remunerado naquela região. Por causa disso, mais de 2 mil pessoas que moram ali têm de caminhar horas até chegar a Engenheiro Marsilac, onde podem pegar um ônibus municipal. Temos de mudar essa regra", diz Alfredinho. / E. V. e R. B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.