Estradas federais registram 175 mortes no feriado de Páscoa

Média diária de mortes aumentou 3,6% em relação à Semana Santa de 2010; rodovias tiveram 3.861 acidentes

Paulo Saldaña, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2011 | 00h00

Cento e setenta e cinco pessoas morreram em 3.861 acidentes nas rodovias federais do País entre terça-feira da semana passada e o Domingo de Páscoa, uma média de 29 mortos e 643 acidentes por dia. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) considerou as ocorrências registradas em seis dias para poder compará-las com o levantamento do carnaval e anunciar queda de 18% no número de mortes e 7% no de acidentes.

Mas, quando comparado com o feriado de Páscoa do ano passado, a média diária de mortes cresce 3,6% e a de acidentes, 9,35% em relação ao ano passado, quando a média foi de 588,7 por dia - no ano passado, o feriado foi de quatro dias.

As ocorrências deixaram 2.274 pessoas feridas. Os Estados com mais acidentes foram Minas Gerais (515) - maior malha rodoviária -, Paraná (479) e Santa Catarina (443). O ranking de mortes é liderado pela Bahia (25), seguida por Minas Gerais (24), Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul (14).

Entre as principais causas de ocorrências graves, segundo a PRF, estão ultrapassagens indevidas e excesso de velocidade. Em todas as rodovias federais brasileiras, 754 motoristas foram reprovados no teste do bafômetro, com 309 presos em flagrante.

Ao todo, a PRF realizou 176 mil abordagens, com 125 mil multas aplicadas no período. Radares flagraram quase 76 mil veículos em excesso de velocidade.

Estado. Nas estradas estaduais paulistas, 41 pessoas morreram, média de 8,2 por dia. Isso representa uma queda de 17,8% na comparação com o mesmo feriado de 2010.

Na comparação com o carnaval de 2011, entretanto, o número de mortes da Semana Santa foi quase o dobro - os dois períodos tiveram cinco dias como referência. No carnaval, foram 23 mortos, 1.491 acidentes.

O número de acidentes nesta Semana Santa chegou a 1.542 ao longo do feriado prolongado - no ano passado, foram 1.043. Mesmo com mais dias, o feriado registrou mais acidentes que no ano passado, na relação acidentes/dia. Um aumento de 18,4%.

A quinta-feira, dia com o maior fluxo de carros, também teve o maior número de acidentes (457) e mortes (14). No dia mais tranquilo do feriado, sexta-feira, houve 187 acidentes, com 124 feridos e 3 mortos.

Aeroportos

Ontem, até as 19h, 24% dos voos do País atrasaram mais de 30 minutos. A pior situação foi em Congonhas, onde 68 de 199 voos saíram fora de hora. Na Gol, o índice foi de 41,6% de atrasos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.