Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Estradas devem lotar na volta do feriado a partir das 14 horas

Operação subida do litoral começa às 11 horas; cerca de 1,3 mil policiais farão a fiscalização do trânsito

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

20 Abril 2015 | 21h24

SOROCABA - A Secretaria de Logística e Transportes do Estado e as concessionárias de rodovias preveem movimento intenso na volta do feriado prolongado de Tiradentes para São Paulo, na tarde desta segunda-feira, 20. Para evitar congestionamento, a dica é viajar pela manhã, quando o fluxo de veículos estará menos intenso. A pior escolha será pegar a estrada entre as 14 e as 20 horas. Cerca de 1,3 mil policiais vão fiscalizar o trânsito.

No Sistema Anchieta-Imigrantes, a operação subida da Baixada Santista para São Paulo começa às 11 horas, seguindo até a noite, com oito pistas em direção à capital e apenas duas no sentido do litoral.

Nas Rodovias Tamoios, Bandeirantes e Castelo Branco há restrição para o tráfego de caminhões por ser feriado. Na Tamoios e na Régis deve haver reversão de pistas para a subida da serra em direção a São Paulo. A Via Dutra tem uma faixa interditada no km 161,5, em Jacareí, em razão de obras na ponte sobre o Rio Paraíba do Sul. Foi liberado um acostamento para dar fluidez ao trânsito.

Bloqueio. Um protesto contra as mortes em acidentes e pela duplicação da estrada bloqueou os dois sentidos da Rodovia Francisco Alves Negrão (SP-258), no km 279, em Itapeva, sudoeste do Estado, nesta segunda-feira. A rodovia, principal ligação da região com o nordeste do Paraná, teve média de 15 acidentes por mês em 2014. No mês passado, acidentes graves causaram nove mortes na estrada.

A manifestação, liderada pela Comissão Pró-Itapeva, pedia a duplicação da rodovia. De acordo com a concessionária SP Vias, a estrada não atingiu o volume diário de 5 mil veículos previsto para o início da duplicação.

Um casal e o filho de oito meses morreram em um acidente na noite de domingo, na Rodovia Oswaldo Cruz, em Redenção da Serra. As vítimas moravam em Taubaté. O automóvel em que voltavam do litoral norte capotou após colidir com outro veículo que vinha em sentido contrário.

Três ocupantes do outro carro - uma mulher grávida, seu marido e uma criança - se feriram e foram levados para o Hospital Regional de Taubaté. O hospital não informou o estado das vítimas. 

Mais conteúdo sobre:
São Paulo estradas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.