Estrada eleva preço da terra na região

A Estrada Parque, construção ecologicamente correta, ainda é um canteiro de obras, mas os preços dos terrenos rurais em Cunha já dispararam. "Tem proprietário que já dobrou a pedida no preço do alqueire", diz o corretor imobiliário Darci Osório, que atua na região há duas décadas.

Pablo Pereira, O Estado de S. Paulo

15 Março 2014 | 15h00

"Os negócios ainda estão devagar", explica o vendedor de fazendas e sítios de Cunha. "Mas tem um proprietário que pedia R$ 700 mil por uma área e agora quer R$ 1,5 milhão pela propriedade", afirmou Osório. " E olha que a terra dele fica a 19 quilômetros da estrada", argumenta.

Para o corretor, o aumento nos preços é um reflexo direto das obras de ligação de Cunha com Paraty. "As terras que estão ficando mais caras são aquelas mais próximas da serra", disse. A proximidade com a praia, segundo expectativa dos comerciantes cunhenses, deve provocar uma migração de turistas estrangeiros que costumam visitar o centro histórico de Paraty, mas que poderão também aproveitar o clima serrano, muito semelhante à regiões europeias. E há até europeus que procuram a região para se estabelecer.

"O clima é favorável", diz Ernani Tedeschi, que há oito anos criou o restaurante Villa Favorita, à beira da SP-171. Ele ressalta que os preços dos terrenos já estão mudando e devem aumentar ainda mais. "É natural esse movimento", afirma o comerciante, lembrando que acaba de receber como vizinho um europeu que foi morar na região. "Há 17 anos, quando compramos aqui, Cunha era muito agrícola. Isso aqui era só plantação", lembra ele, que trocou o Rio por São Paulo. "Hoje a cidade vive de serviços". Tedeschi aposta em uma melhora na frequência de turistas. "E o público que virá será de alta renda", completa.

Mais conteúdo sobre:
Estrada Parque

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.