Estouro de adutora afeta abastecimento de água em quase 70% de Mauá

Reparos devem terminar somente no início da noite em razão do local de difícil acesso

09 de fevereiro de 2012 | 02h52

SÃO PAULO - O estouro de uma adutora localizada num terreno de difícil acesso deixa dois terços da cidade de Mauá, no Grande ABC, sem água desde a madrugada de quarta-feira, 8. A tubulação, de 60 centímetros de diâmetro, rompeu-se em dois pontos, um deles no Capiburgo, região de mata com declive íngreme. No ponto próximo à Estrada do Sapopemba o conserto foi iniciado, mas no ponto que fica dentro do matagal será necessário fazer terraplenagem especial.

 

A adutora danificada abastece os reservatórios Zaíra e Magini. Os reparos devem ser reiniciados às 7 horas desta quinta-feira, 9, em razão do risco de deslizamento. A Sama pede aos moradores de Mauá que utilizem a água dos reservatórios residenciais de forma racional, apenas para necessidades básicas. Caminhões-pipa foram disponibilizados para o atendimento prioritário de hospitais e unidades de saúde. O fornecimento deve ser retomado no início da noite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.