Estética e higiene eram prioridades

No início da República, a São Paulo ideal era uma cidade europeia. Ruas arborizadas, acompanhadas de prédios imponentes com estilo importado, deveriam ser separadas por grandes praças e parques públicos. Outro componente importante era a higiene - córregos deveriam ser canalizados e pântanos, enterrados para impedir a transmissão de doenças. A imagem acima, publicada na Revista Politécnica em 1911, mostra um projeto para a região do Anhangabaú.

O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2013 | 02h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.